Barreiras culturais

by

Um dos grandes desafios para empresas multi nacionais é a barreira cultural. Poderíamos aqui falar de diversos  exemplos de empresas que se deram mal por falta de estudo regionalizado, mas também poderíamos apontar alguns interessantes casos de adaptação à cultura local.

Ir para outro país ou região, e atuar da mesma maneira que você vinha fazendo no seu mercado local pode ser um terrível erro. Ao exportar, ou fazer lançamentos mundiais de produtos, simplesmente traduzir nomes, slogans ou conceitos também pode ser desastroso. Vamos ver alguns exemplos:

Uma das cervejas mais vendidas da Austrália, a XXXX (lê-se four ex), teve bons períodos de exportação para os EUA… mas a verbalização da marca era demasiadamente parecida com uma famosa marca de preservativos norte americanos Fourex. Com algum bom humor, a empresa replicou nos EUA a bem sucedida campanha Australiana “I feel a XXXX coming on” (algo como “eu sinto que vai rolar uma XXXX) e acabou se saindo bem… mas foi um risco.

Outro fato curioso foi numa conferência onde os Americanos abordaram o tema reproductive health (algo como saúde sexual, em tradução livre). O problema foi que o tema foi traduzido ao pé da letra e não pelo seu significado…o resultado foi que os Alemães traduziram reproductive health para algo do tipo “propagação sexual”, os Árabes como “casais dão um tempo um do outro após o nascimento do filho”, os Russos como “a família toda sai de férias” e os Chineses como “um feriado na fazenda” (BOHNET, 1994).

É por essas e outras que traduções devem ser evitadas…seja na escola, seja nos negócios.

Agora, em casos positivos, temos ótimos exemplos de adaptação cultural, como a Pepsi na Argentina e o McDonald’s no Canadá.

Sabendo que grande parte dos Argentinos pronunciavam Pecsi ao invés de Pepsi, a empresa resolveu aceitar e adotar a versão alternativa do nome. E lançou uma campanha muito divertida.

Já o McDonald’s Canadá resolveu admitiu “retocar” a inconfundível marca dos arcos dourados e inserir a famosa folhinha de plátano da bandeira do país. São as empresas se adaptando ao público, e não o público às empresas.

Anúncios

Tags: ,

Uma resposta to “Barreiras culturais”

  1. Leandra Says:

    Gostei do seu blog! kkkkkkkkk mas divulgar lá no off topic do Meteorus… mas tá valendo! =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: