Quem quer dinheiro?

by

Começo aqui já pedindo desculpas pelo título meio apelativo, pois, na verdade, o título mais correto seria “Quem quer desconto”, mas me valho da lógica que o atual título atrairá mais a atenção do leitor pois, invariavelmente, é sobre dinheiro que falamos!

50%? Ainda é pouco!

50%? Ainda é pouco!

Acabo de voltar para o Brasil (e daí meu sumiço aqui no blog) e, assim que voltei, me deparei com uma nova tendência online muitíssimo interessante aqui em Sampa (e que aos poucos vai ganhando espaço em outras grandes cidades do Brasil), que é a dos sites que oferecem os mais diversos serviços com descontos muito bons.

O mais famoso deles, acredito eu (e foi o primeiro com o qual eu me deparei), é o Peixe Urbano, já consolidado entre o público (e muito acessado), mas podemos citar também o Clube Urbano (este patrocinado/administrado pelo GroupOn) e o Zipme, e todos partem do mesmo princípio: Descontos bem atrativos para serviços dos mais diversos (vão desde academias até restaurantes japoneses e cursos de jardinagem) que só são entregues aos consumidores se a oferta tiver um número mínimo de compradores. Um exemplo: Um dia em um Spa, que normalmente sairia por R$ 425 é ofertado pelo site por apenas R$ 99 (um impressionante desconto de 77%). Se você se interessou por tal oferta, deverá comprar um ticket para tal e aguardar. Esta oferta tem um “tempo de vida” e, durante este período, deve atingir o número mínimo de pessoas estabelecido (este, no caso, era de 200 pessoas e já conseguiu 1077!). Acabado esse prazo, estará liberado para os consumidores o cupom da promoção. Seu cartão será debitado então e aí é só marcar a data. Caso a oferta não tenha o público esperado suficiente, todos aqueles que já compraram o cupom tem seu dinheiro devolvido (ótimo, pois não cria aquela dor de cabeça de “criar um crédito em nosso site”, algo que revolta a todos).

Achei tal ideia fenomenal. Além de ótimos descontos, cria também uma possibilidade nova de consumirmos serviços novos e que talvez estejam fora de nossa alçada. Falando especificamente de mim, nunca pensei em fazer uma sessão de massagem shiatsu, mas agora considero que talvez não seja uma má ideia, já que é um preço acessível e que posso me beneficiar com tal coisa. Esta nova modalidade de consumo (através de grupos e desconto) pode também gerar um novo grupo de consumidores que terão relevância ao mercado. Ao que tudo indica, são pessoas com dinheiro (classes A e B, predominantemente) e que podem gastar com serviços e promover novos hábitos.

Para as empresas, no quesito mercadológico, é um bom lugar a se explorar: Algumas das ofertas são, sem dúvida alguma, direcionadas a um público específico e, se a empresa sabe quem é o seu, pode investir nisso, criando, desde promoções dentro destes sites, até bancando algumas das promoções para que elas sejam efetivadas e, quando o consumidor for retirar tal promoção, ganhar um brinde e algo como um lembrete: Ei, fomos nós quem ajudamos você a conseguir isso e ainda temos muito mais a oferecer.

O mundo é assim. Para cada ação, existe uma reação de marketing!

Anúncios

Tags: , , , ,

Uma resposta to “Quem quer dinheiro?”

  1. Emmanuel Says:

    Acho que o maior benefício é a divulgação da das marcas/produtos…

    Tomara que sempre mantenham ofertas interessantes, não banalizando como sites tipo privalia/brand’s club que virou apenas um canal de desova de mercadoria encalhada.

    Não sei você, mas ao mesmo tmepo em que posso me beneficiar destas promoções, fico um pouco revoltado ao saber que para negócios não sazonais, como uma pizzaria por exemplo, você consegue comprar uma pizza por um 1 quarto do proço normal… e ainda existe um revenue share com o site.. Me dá a sensação que sempre que consumir sem um cupom, estarei senso assaltado… pois sei que na prática a margem de lucro é imensa…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: