Archive for fevereiro \24\UTC 2011

Sua marca está pronta para as redes sociais?

24 de fevereiro de 2011

Redes sociais, para empresas, são hoje a coqueluche da interação. Grandiosas empresas começam a solidificar-se neste ambiente, médias empresas tentam seguir seus passos (e eventualmente criar suas próprias alternativas – o que é ótimo) e as pequenas já se estruturam tanto offline quanto online. Todos querem um pedaço deste terreno, mas nem todos sabem exatamente o que fazer.

Trabalhar com redes sociais não é suficiente, mas sim construir uma comunidade. E então?

É uma questão interessante: Marcas tendem a desenvolver um trabalho sério em redes sociais com o intuito de criar laços com seus consumidores, os torná-los colaboradores na divulgação da marca e, consequentemente, vendedores que atraiam ainda mais pessoas, seja você um e-commerce ou não. Se este é realmente o caso, qual é o próximo passo, a partir do momento em que há um número interessantes de seguidores no Twitter, ou fãs no Facebook?

(more…)

O emprego novo do Fenômeno

17 de fevereiro de 2011

Ex jogadores de futebol não costumam ter problemas de grana. Claro, há exceções, casos de atletas que por um motivo ou outro encontraram dificuldades financeiras após abandonar o esporte. Mas, de forma geral, os milhões acumulados lhes permitem uma vida com poucos sobressaltos.

Parar de jogar não precisa representar o fim da vida profissional. Alguns se mantém ligados ao esporte, como treinadores, empresários de jogadores, dirigentes de clubes, comentaristas. Outros se aventuram por outras searas: abrem empresas, e, claro, metem-se com a política. É triste fato que a habilidade com a bola não costuma ser acompanhada de bom desempenho acadêmico. Ao contrário de países onde o desenvolvimento atlético é necessariamente atrelado à formação escolar, é sabido que nossos craques têm de optar bem cedo entre ir à escola ou perseguir o sonho de ser um jogador. Também por isso, aqueles que falham em amealhar recursos suficientes para manter o padrão de vida após a aposentadoria costumam ter pouco preparo para se recolocar profissionalmente.

Mas surge um novo modelo.

Olha a pinta de businessman!

(more…)

A voz do consumidor virou GRITO!

15 de fevereiro de 2011

O visionário Henry Ford e seu “cavalo rápido”. Já se foi a época em que empresas se diferenciavam pela tecnologia de seus produtos.

“Se eu perguntasse para os meus clientes o que eles desejavam, eles diriam: um cavalo mais veloz”. O autor dessa frase é Henry Ford (dispensa apresentações, certo?) e à primeira vista a impressão é de que ele não dava a mínima para a opinião do consumidor. Ao contrário. Henry Ford era não só um mestre em inovação, como também sabia ouvir e interpretar o desejo do consumidor.

É… mas isso em uma época na qual o sucesso de uma empresa dependia da qualidade de seus produtos, e não necessariamente do relacionamento com o consumidor.

(more…)

3D morreu.

10 de fevereiro de 2011

A frase acima, apesar de chocante (e talvez um pouco exagerada, é verdade), faz jus à realidade. Desde a estréia e popularização de Avatar (comentados aqui e aqui), que recebeu 71% de sua renda total advindas de projeções 3D, a procura pelas projeções 2D tem aumentado (nos filmes que contam com a tecnologia de tridimensionalidade, logicamente), conforme verificamos aqui. Tal fenônemo se torna ainda mais preocupante se pensarmos que o aumento no número de salas que proporcionam tal tecnologia aumentou exponencialmente, criando alguns problemas até para o público, que pode não encontrar cópias 2D de um determinado filme.

Chega de ter olhos com cores diferentes.

Chega de ter olhos com cores diferentes.

Mas qual a explicação para isso? Excluindo o sucesso de James Cameron, que baseou-se muito mais no hype que envolveu a produção do que no filme em si, muitas das alternativas apresentadas até hoje foram mal executadas. Fazer um filme em 3D não é sinônimo de sucesso, especialmente se esta película for feita em uma plataforma 2D e então transformada em 3D (como por exemplo Duelo de Titãs). Envolver o consumidor na experiência é condição sine qua non para determinar o sucesso. E não é só isso.

(more…)

Salvar arquivo como…

8 de fevereiro de 2011

A sustentabilidade, há muito tempo, deixou de ser papo dos ‘ecochatos’ e está inserida na sociedade. Hoje, todos os setores buscam associar suas empresas com questões de relevância socioambiental, mostrando desde os impactos de seus produtos na natureza até (são poucas, ainda) compensação de sua exploração de décadas passadas, numa época que não era dada a devida importância, nem conhecimentos aprofundados, sobre os reflexos da ação do homem no meio ambiente.

.PDF nunca mais

.PDF nunca mais

E um dos primeiros atos sustentáveis no mundo corporativo foi aquela mensagem automática no rodapé dos e-mails, questionando a necessidade da impressão para evitar o disperdício. No início, em muitas empresas, o consumo de papel aumentou pois tais linhas a mais, em mensagens maiores, significavam até uma outra folha impressa. No entanto, com o tempo, a responsabilidade ambiental foi se espalhando no ambiente de trabalho.

(more…)

Anúncios Criativos – VI

1 de fevereiro de 2011

Mais algumas das boas ideias que nós humanos somos capazes de produzir:

Hot Weber Hats:

Café Venezia (Free Wi-Fi Hotspot):

 

 

 

 

(more…)