Meu amigo, ele diz que….

by

Quantas vezes você já ouviu frases como essa do título?  Não me refiro ao conteúdo, mas sim à construção dela. Não sou professor de português e, admito, vira e mexe me atrapalho com o uso a crase!  Mas é cada vez mais comum vermos vícios de linguagem deixando de ser privilégio de adolescentes para alcançar jornalistas, professores e tantos outros que, teoricamente, deveriam demonstrar maior domínio do idioma.

Meu amigo, ele diz que…“, bem como “minha mãe, ela foi…” ou “essa situação, ela é complicada” são frases nas quais o sujeito está sendo empregado duas vezes (meu amigo e ele, só para citar o primeiro exemplo). Repare, isso é cada vez mais usado!

Sempre achei esse tipo de frase estranha, mas hoje a ouvi algumas vezes na rádio CBN, e foi aí que perdi as esperanças. O professor Pasquale,  um dos maiores conhecedores da língua portuguesa, defende que o idioma evolua conforme o uso, e não há nada de errado nisso, desde que a gente seja hábil para se adaptar aos diversos ambientes e interlocutores. O meu objetivo aqui não é analisar as variações gramaticais, longe disso. Só quero registrar um dos diversos movimentos da sempre mutável língua portuguesa.

Ao lado do bizarro – porém altamente usado – “há anos atrás“, e do antiquíssimo “pra mim fazer“, ou o uso do “mais” no lugar do “mas“, a repetição do sujeito é mais um vício de linguagem que agride a integridade do português mais correto, mas é uma realidade e está tomando as ruas! rs

E nós, comunicadores, precisamos nos adaptar a isso. Afinal, o mundo não é dos fortes, e sim dos mais adaptáveis!

 

Anúncios

Tags: , , , , ,

3 Respostas to “Meu amigo, ele diz que….”

  1. evelyn Says:

    adorei o texto!!! talvez a internet contribua para dar maior brilho, elegância, ênfase e corretismo na expressão, incentivando o uso, a curiosidade, a abrangência e a evolução da língua, conforme disse sabiamente o professor Pasquale. o Google e os dicionários da web: instrumentos para pintar as palavras, gerar intertextualidade e verificar o uso correto da língua . “o desenho pintando a palavra e a crônica escrevendo a pintura”, como disse Fernando Pessoa. O sujeito, seja ele qual for, acho que ficará cada vez mais bem colocado, escrito e com muito mais criatividade. uma mutação legal, pra mais!

  2. Ariane Says:

    Grande Comunicador Davi Curi..
    Estava lembrando do seu ser esta semana!
    E pensando realmente, quão irritante é dois sujeitos na mesma frase..
    Até os alunos de inglês já aderiram! -> “My teacher, SHE is blonde.”
    Parabéns a você, Gabriel e Marcio pelo blog!
    Beijo!
    Saudades!

  3. Ariane Says:

    Desculpa: Davi “CurY”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: