Posts Tagged ‘Dicas’

Campanhas de Social Media imperdíveis

9 de maio de 2011

Por trabalhar com isso, é mais do que natural que eu assista diversos vídeos por dia (o que gera até brincadeiras aqui onde eu trabalho), muito em parte para procurar inspiração para ideias de ações dos clientes que cuido. São campanhas que podem ser simples como uma hashtag, passando por ideias que se utilizem de hotsites e integrações entre as redes sociais, mas todas tem o caráter de serem únicas. Portanto, sem mais delongas, apresento-lhes as que mais chamaram a minha atenção recentemente (mas que não necessariamente são ações recentes):

KLM Surprise

Esta é uma ação que eu gostaria de ter participado (só me faltava a grana para ir viajar!): A empresa holandesa KLM se utilizou de redes sociais (mais especificamente o Foursquare e o Twitter), para identificar passageiros que aguardavam seus vôos, entender a cabeça destas pessoas e entregar, antes da viagem, um presente personalizado. Um grande exemplo.

(more…)

Anúncios

Sua marca está pronta para as redes sociais?

24 de fevereiro de 2011

Redes sociais, para empresas, são hoje a coqueluche da interação. Grandiosas empresas começam a solidificar-se neste ambiente, médias empresas tentam seguir seus passos (e eventualmente criar suas próprias alternativas – o que é ótimo) e as pequenas já se estruturam tanto offline quanto online. Todos querem um pedaço deste terreno, mas nem todos sabem exatamente o que fazer.

Trabalhar com redes sociais não é suficiente, mas sim construir uma comunidade. E então?

É uma questão interessante: Marcas tendem a desenvolver um trabalho sério em redes sociais com o intuito de criar laços com seus consumidores, os torná-los colaboradores na divulgação da marca e, consequentemente, vendedores que atraiam ainda mais pessoas, seja você um e-commerce ou não. Se este é realmente o caso, qual é o próximo passo, a partir do momento em que há um número interessantes de seguidores no Twitter, ou fãs no Facebook?

(more…)

Redes sociais do bem

21 de dezembro de 2010

Que as redes sociais transformaram a internet e seus usuários nos últimos anos, isso ninguém discute. Desde os primórdios do ICQ, faltava algum canal que tratasse com profundidade questões socioambientais. Faltava…

De um dos fundadores do Facebook, Chris Hughes, veio a intenção de concentrar assuntos como combate à pobreza e doenças, reciclagem, humanitarismo, preservação do meio ambiente, energia, educação, guerras, etc., então foi desenvolvida recentemente a rede social JUMO.

Jumo, em uma língua regional africana falada em países da Nigéria ao Congo, quer dizer “juntos em concerto”, e a nova rede social quer exatamente isso: unir pessoas, ativistas, organizações e governos em assuntos relacionados ao desenvolvimento humano e ambiental de todo o planeta, usufruindo-se da internatividade e alcance que a internet proporciona.

(more…)

5 tendências para ficar de olho em 2011

14 de dezembro de 2010

E lá se vai mais um ano na vida de todos nós. 2010 foi um ano rápido, pautado nas interações velozes (e por vezes vazias) e uma procura cada vez maior do mundo pelas redes sociais que, se alguém tinha dúvida sobre seu poder, vieram para ficar (e alterar o mundo como o conhecemos). No fim do ano passado tivemos alguns dos fenômenos previstos aqui (e que acertei 4 de 5), mas novidades surgiram que nem mesmo Nostradamus preveria.

O futuro da comunicação

O futuro da comunicação

Portanto, antes de começar 2011 e olhando para aquilo que vem ocorrendo em 2010, lá vão meus pitacos e dicas para serem acompanhadas de perto, pois, se já não explodiram, provavelmente o farão no ano que está por vir:

(more…)

Anúncios Criativos – V

9 de março de 2010

Aqui estão mais algumas propagandas muito bem sacadas de marcas diversas, de diversos cantos do mundo! Ah, se usássemos nossa energia criativa para coisas positivas sempres….

Lazer – Bike Helmets

(more…)

Anúncios Criativos – IV

16 de dezembro de 2009

Mais um belo apanhado de ótimas peças publicitárias ao redor do mundo. Impressionante o quão indimensionável (espero que esta palavra exista) é a criatividade humana!

MTV Networks – Black Ribbon Michael Jackson

MJ

(more…)

Anúncios criativos – III

10 de dezembro de 2009

Continunando a saga, aí vão mais algumas ótimas peças publicitárias que eu tenho encontrado. Impressionante a capacidade de criação que as pessoas tem!

Nivea – Goodbye cellulite

Nivea

(more…)

E-Marketing

4 de dezembro de 2009

É senso comum entre profissionais do marketing que as marcas já não conseguem mais se segurar apenas em suas mensagens (vide o post anterior sobre a Starbucks). Consumidores agora dispõem de uma variedade de canais de informação e consumo pelos quais podem interagir com o mundo digital e cada qual o faz de sua forma personalizada, comandando qual a interação que terão com as marcas que os cercam.

Em um esforço para se fazerem ouvir e estarem presentes, as marcas hoje priorizam mais as mídias sociais através de novas e inovadoras formas de interação, utilizando-se cada vez mais fortemente de redes sociais como Facebook e Twitter (aliás, siga o nosso twitter também – @blogdapimenta) além de blogs e jogos online que agreguem uma comunidade. Mas, como toda inovação e pionerização, os gastos são altos e nem sempre geram bons frutos.

Mas falhar neste caso não é necessariamente o fim do caminho, se soubermos como tirar uma lição e também nos sirva para nos indicar o caminho correto. Teremos a seguir quatro exemplos de erros e lições que podem ser aprendidas:

(more…)

Quer ganhar dinheiro (ou gastar menos)?

29 de novembro de 2009

Money

Estava aqui dando uma organizada no blog e, enquanto fazia alguns cliques de responsabilidade social (nesse link do Social Vibe, aí do lado direito do blog, logo abaixo das tags – Faça também, demora 2 minutos, se tanto) cheguei em um link bastante interessante: Bing Cashback.

(more…)

Anúncios criativos – II

28 de novembro de 2009

Este é o tipo de tópico que vai ser sempre escrito por aqui. A mente humana é fantástica e consegue criar e recriar coisas fenomenais, como alguns dos anúncios abaixo:

AirTel – Não perca seus contatos (empresa de backup de contatos de celular, muito boa a sacada)

Airtel (more…)

Supercidades – Para onde vamos?

27 de novembro de 2009

Sampa

O mundo está mudando e, nos próximos 20 anos, 19 cidades serão consideradas population hubs, São Paulo e Rio inclusas. A informação é do site www.192021.org, uma associação que está acumulando informações sobre o futuro da humanidade e quais as tendências que estão sendo criadas e destruídas.

Um belo site, com uma bela visualização! Vale a pena dar uma olhada. Especialmente para quem gosta de ver as coisas que podem vir a ser!

Anúncios criativos

27 de novembro de 2009

Adoro coisas interessantes, boas sacadas, criações que você para e pensa “pô, eu poderia ter pensado nisso antes!”. Deixo abaixo alguns anúncios bem bacanas que eu achei durante esta semana. Espero que vocês gostem também!

Indianápolis 500 – As melhores coisas começam na garagem

Van Halen (more…)

Desenvolvendo virais de sucesso

6 de novembro de 2009

*Baseado no original de Justilien Gaspard (http://searchenginewatch.com/3635496)

Uma campanha viral de sucesso pode gerar tanto um aumento na exposição de seu produto/marca, como também aumentar os acessos ao seu site. Uma das coisas mais difíceis é conseguir uma ideia, o jumpstart. Aqui vão algumas ideias de como se começar:

 

DEMOGRAFIA: ONDE PROCURAR

A primeira pergunta que deve ser feita é: Onde seu público se junta? Exatamente como na vida real, as pessoas de uma mesma demografia tendem a se juntar em um mesmo espaço (exceções sempre existirão, obviamente).

Faça uma lista dos sites que seus consumidores normalmente entram e veja quais as mudanças ocorridas ali no último ano. Não se preocupe com a qualidade daquilo que se está acumulando como informação, ao menos não agora. Estas informações podem ser desenhos, entrevistas, jogos online e promoções. Tudo depende do gosto do seu consumidor.

Lembre-se sempre de que, por mais que virais sejam de grande apelo, eles precisam ser eficientes ao grupo que você pretende atingir. Fazer algo para todos é o mesmo que fazer para ninguém.

Feito isso, reuna um grupo de pessoas para um Brainstorm. Discutam as ideias já feitas, as possíveis aprimorações, outros caminhos e também aquilo que não deu certo. Com isso, sua campanha viral começa a tomar forma.

 

PESQUISE AS MÍDIAS SOCIAIS

Aqui o trabalho deve começar antes mesmo de se pensar em viral. Saber qual a linha de “pensamento” de determinadas redes sociais é imprescindível para conseguir focar e melhorar os resultados. Se o público a ser atigindo é o brasileiro, por exemplo, utilizar-se do Facebook pode provavelmente ser um erro. Já monitorar o que faz sucesso no YouTube e em determinadas comunidades do Orkut trazem boas recompensas. Flickr, StumbleUpon, CollegeHumor, Perez Hilton, LinkedIn, são apenas algumas das opções de mídias sociais que podem trazer boas ideias. Novamente, foque no seu consumidor.

Sua proposta é vender roupas masculinas de alto nível? Pesquise sobre as empresas de carros de luxo e relógios. Quer aumentar a venda de xampus? Descubra o que a indústria de cremes e maquiagens está oferecendo. Sempre existirá um produto diferente do seu que possa lhe dar um bom caminho. Ou te dizer como não prosseguir.

 

DIVERSÃO COM O CONSUMIDOR

Uma das melhores formas de se relacionar com seus consumidores (e com qualquer pessoa, na verdade), é fazer rir. Crie um vídeo ou um desenho que faça com que o seu consumidor relacione-se, sem se sentir ofendido por isso. Uma boa risada é comprovadamente a principal característica de um viral de sucesso e, para se conseguir isso, é preciso que você primeiro entenda o que faz o seu consumidor ser único. Novamente, lembre-se: Fazer algo engraçado para a massa é relativamente fácil, mas pode não atingir o público consumidor.

Uma forma de trazer consumidores par sua empresa/produto é fazer graça consigo mesmo. Tem-se então a tranquilidade de não ofender outros. Mas pode ser ruim para sua própria reputação, se sua marca não for sólida/confiável o suficiente. Analise a si próprio antes de enveredar por este caminho.

 

COMPETIÇÃO VIRAL

Uma das boas formas de aproximar seu consumidor é pedir que ele produza o seu viral. Apesar do nível maior de risco, a possibilidade de se conseguir um material único é maior do que se apenas você controlar tudo.

Com esta alternativa, resta apenas saber qual o seu posicionamento com relação a competição: Seu trabalho será apenas premiar ou também divulgar o viral? Com relação a premiação, quais são os parâmetros que definem o vencedor (e aqui sua empresa terá de ser bastante específica, para evitar problemas de interpretação)?

Outro ponto de reflexão é: Se o viral vier de fora, qual o controle que você terá sobre ele? Uma empresa que permite que seus consumidores montem virais pode ser pega por má-publicidade, por um viral contra ao invés de a favor. Junte suas cabeças pensantes e tente colocar claramente aquilo que pode dar errado.

E, por fim, estruture-se financeiramente antes de tudo começar. Ideias, discussões e decisões tomam tempo e, sem dúvida alguma, dinheiro. Começar e não terminar uma campanha pode ser mais prejudicial do que uma campanha ruim.