Posts Tagged ‘TV Ad’

E depois reclamam do comercial do Pedrinho…

25 de novembro de 2009

Eu sou a pessoa que provavelmente mais odeia o comercial do “quero fazer cocô na casa do Pedhinho”. Acho que as pessoas que se reuniram e decidiram que a ideia era boa, provavelmente não estavam em um bom momento em suas vidas, ou pior, jogaram a bomba de criar a ideia do comercial pro departamento jurídico.

Mas, pra piorar um pouco as coisas, me deparei com comerciais ainda piores. Vejam abaixo algumas pérolas que eu encontrei (inglês é necessário – em alguns casos):

EYE TECH PRODUCTIONS

Sério. Fazer um comercial requer relativamente pouco dinheiro, se a pessoa for criativa o suficiente para montar um bom material e souber com qual mídia falar. Agora, neste caso, pedir para aquele seu amigo que acabou de aprender como editar no PAINT, para que ele monte seu comercial usando um Windows Movie Maker, não dá. Aproveitando: Alguém descobre qual o produto da empresa? Só pra piorar as coisas…

MARTIN FINE FURNITURE 1&2

Pegue sua família, aquela filmadora velha (VHS, preferencialmente), coloquem suas roupas de cowboys e divulguem a loja do vovô, que provavelmente não venda nada desde 1979. Este é o mote deste comercial. E lembre-se, eles são os bonzinhos.

“Vovô, o comercial do faroeste deu tão certo que eu resolvi fazer outro, mas agora você se veste de pirata,ok?” – You got THAT right, aroowa!

MUSIC FUNERAL HOME

1 mulher + 1 criança + 1 senhora de cera + 1 vendedor (ou gerente) = Esta pérola. Impressionante que, enquanto a mulher fala naturalmente sobre o funeral, ela fica olhando para a senhora ao lado (sua mãe, provavelmente), com aquela cara de “eu sei que você não dura muito mais aqui”. E pior, o vendedor ainda ameaça a coitada da criança. Seriously.

KOFY TV 20

Ok, das duas uma: Ou você está aí rindo loucamente, ou está ligando para a sociedade protetora dos animais. Eu fico com a primeira.

STAR’S CARS

Clássico comercial para negros nos EUA. Um rap, carros grandes e imponentes, apenas negros aparecendo. E também, sem dúvida alguma, um ótimo comercial para piorar ainda mais a situação daqueles que já estão com pouco dinheiro por conta da crise. Sad.

VICTIM 2

Quem disse que advogados não podem ser atores? Ou rappers? Este comercial prova o quão errado podemos estar! Agora, só me respondam uma coisa: A moça que sofre o “acidente” está rindo ou não?


THE DEVIL IS DEAD

Para os fãs de Hermes e Renato, este comercial parece ter saído da cabeça deles. Só faltava um “praticamente” no meio de alguma frase aleatória. E que fique claro: Para ver o funeral do capeta, 10 dólares. Os cristãos sabem como fazer dinheiro.

DIVORCE EZ

Este comercial é fenomenal. A forma direta como este cara fala com certeza merece crédito, e como é direta! “Hate each other like poison”, “hellhole called marriage” e “vermin you called a spouse” são coisas fantásticas de se dizer na televisão! E eu nem sabia que era permitido dizer “crap”!!!!

Anúncios

Verizon X AT&T – a batalha continua

19 de novembro de 2009

O Gabriel já tinha comentado aqui em dois posts sobre a “briga” pública entre Verizon e AT&T. Depois de algumas porradas na cabeça, parece que a gigante AT&T resolveu bater de volta. Veja o vídeo (em inglês).

Verizon X AT&T, round 2

17 de novembro de 2009

E a briga continua…. Depois do primeiro comercial da Verizon explicitando a diferença de cobertura 3G entre as empresas, mais 3 comerciais foram ao ar, um relacionado aos brinquedos que não são mais presentes de natal…. E lá estava o iPhone, com o mapa da AT&T.

Uma ação para proibir a veiculação dos comerciais foi peticionada e ontem, de forma direta, a Verizon respondeu. O texto já começa sem rodeios e diz:

“AT&T did not file this lawsuit because Verizon’s “There’s A Map For That” advertisements are untrue; AT&T sued because Verizon’s ads are true and the truth hurts.AT&T did not file this lawsuit because Verizon’s “There’s A Map For That” advertisements are untrue; AT&T sued because Verizon’s ads are true and the truth hurts.”

O texto segue dizendo que a própria AT&T concorda com a precisão das informações, mas tem receio a má publicidade que isto está gerando, pois a cobertura da AT&T, 3G e EDGE, é praticamente 100% do território americano, o que pode, com a visão do mapa, gerar erro de informação ao consumidor. A discussão ainda vai continuar, mas aparentemente a Verizon está preparada para rebater quaisquer ataques que sejam feitos. Eles inclusive, de forma BEM sutil, colocam a Apple na jogada, novamente (por conta do contrato de exclusividade de vendas do iPhone apenas pela AT&T):

“In the final analysis, AT&T seeks emergency relief because Verizon’s side-by-side, apples-to-apples comparison of its own 3G coverage with AT&T’s confirms what the marketplace has been saying for months: AT&T failed to invest adequately in the necessary infrastructure to expand its 3G coverage to support its growth in smartphone business, and the usefulness of its service to smartphone users has suffered accordingly.”

O comercial da discórdia? Este aqui: