Posts Tagged ‘Mídia’

The lighter side of dark

15 de agosto de 2011

Outdoors – ou billboard, como dizem os gringos –  são peças geralmente chatas, sem graça alguma. Eu particularmente não sinto falta deles em São Paulo e acho que a Lei Cidade Limpa foi muito benéfica pros judiados olhos paulistanos. Mas de vez em quando, em terras longínquas, surgem ótimas ideias que fazem dessa peça algo bem interessante. Os americanos são bons nisso, e esse outdoor feito por uma dupla de artistas Nova-Iorquinos é um excelente exemplo.
(more…)

Anúncios

Mídias interessantes

10 de setembro de 2010

Responda rapidamente: quais são as melhores mídias para a divulgação de um seriado de TV? E para o lançamento de um carro? TV, revista e internet, você responderia prontamente? Bom, respostas rápidas, sem entender a essência do que você tem que comunicar e/ou vender, podem se tornar em respostas traiçoeiras.

Resolvi escrever este post depois de me deparar com duas campanhas bem interessantes pelas quais fui impactado diretamente.

Uma delas é da agência Z+ para a Fox, que divulgava a estréia do seriado White Collar, em agosto deste ano. A estratégia da agência era usar elementos fortemente ligados ao conteúdo do seriado para aguçar a curiosidade do pública impactado, e isso resultou em ao menos duas ações interessantes.
(more…)

Social Media + Internet + Avatar = 1 bilhão de dólares

11 de janeiro de 2010

James Cameron está pulando de alegria. O impacto de seu filme, dentro e fora dos cinemas, é impressionante. Mais impressionante ainda agora, depois de todas as análises mercadológicas feitas sobre a película. Não estou aqui para dizer se o filme é bom ou não, mas analisar a convergência de mídias a qual o projeto de Cameron, que durou 17 anos para ficar pronto, criou.

Os irmãos mais velhos dos Smurfs com certeza sabem fazer dinheiro

A ideia não é nova. Muitos filmes já se apoderam das táticas de guerrilha para divulgar/expandir suas qualidades (uma das boas estratégias está presente também no filme do Sherlock Holmes, em que o site criava charadas que aos poucos iam se desvendando, conforme a estreia do filme se aproximava), mas é a primeira vez em que um blockbuster se apodera de todas as formas de mídia online e toma de assalto a internet. Vejamos a seguir: (more…)

Social Media Network

18 de novembro de 2009

Um dos principais temas do mercado atual, as mídias sociais passaram a ter preponderante importância nas estratégias de marketing das empresas e de seus produtos. A mais recente vem da Ford e do lançamento do Fiesta no mercado americano.

A estratégia de divulgação do carro tem dado certo. Antes mesmo de qualquer propaganda de lançamento e/ou promoções a respeito, foi verificado que o nível de “atenção” (ou awareness level) chegou a 38% do mercado consumidor de automóveis. Um número impressionante, se considerarmos que o custo de visualização foi 0.

Como conseguiram isso? A Ford “emprestou”, por 6 meses, 400 Fiestas a usuários, de diferentes tipos, cores, classes sociais, idades. A única coisa em comum? Todos tem, de alguma forma, uma ampla rede social (twitter, Facebook, LinkedIn, etc..) e são os chamados formadores de opinião. A contrapartida destes usuários é de que, mensalmente, todos teriam que fazer um vídeo com o carro, relatando as experiências e os sentimentos com relação a este novo produto.

De acordo com Scott Monty, diretor global de comunicação digital e multimídia, os vídeos postados no Youtube já passaram dos 4.8 milhões de acessos, bem como 600 mil visualizações de fotos no Flickr e 3.2 milhões de respostas no Twitter. O resultado acabou sendo extremamente positivo: Mais de 50 mil interessados em comprar/conhecer o carro, sendo que 95% destas pessoas não são consumidores atuais de Fords.

O site da campanha: Fiesta Movement.

Rupert Murdoch X Google

12 de novembro de 2009

O presidente da NewsCorp (empresa dona dos jornais Wall Street Journal, The Sun e outros), entrou em rota de colisão com a empresa de buscas online Google.

A discussão em torno de tal notícia é destaque em praticamente todos os meios de comunicação e o motivo é simples: A Google estaria ganhando, através de seus pageviews de notícias dos jornais, dinheiro que deveria ser da NewsCorp.

A disputa, ao menos publicamente, parece ser apenas com relação ao conteúdo jornalístico, mas vejo que existe também a questão da publicidade envolvida. Além da Google estar conseguindo disponibilizar gratuitamente conteúdo informativo feito por um veículo de comunicação (e que envolve jornalistas, fotógrafos, redatores – e todos precisam ser pagos), a empresa de busca está ganhando também pela publicidade disponibilizada em suas páginas. Google AdSense e AdMob agradecem o dinheiro, que significa menos dinheiro na conta da NewsCorp.

Murdoch está montando um modelo de pay-to-read, onde o usuário pagará para ler uma matéria (ou o jornal inteiro – sinto o cheiro de Napster, iTunes e etc) e pretende, com isso, tornar suas informações “invisíveis” ao site de busca.

Maiores informações sobre o debate podem ser lidos aqui, aqui e aqui.