Posts Tagged ‘Branding’

Quem constrói uma marca?

5 de setembro de 2011

Um brinquedo totalmente analógico, de design “duro” e blocado não parece ser receita de sucesso com a criançada hoje em dia. É, talvez foi isso o que a própria Lego pensou no final da década de 90, quando o crescimento dos recursos digitais estava fortemente consolidado.

Mas os dinamarqueses da LEGO souberam se reinventar. Conseguiram evoluir sem perder sua essência, e tiveram que fazer isso ouvindo seus próprios consumidores. Mas nem sempre as corporações sabem ouvir os anseios de seus consumidores, e então elas aprendem na “porrada”.

(more…)

Anúncios

The lighter side of dark

15 de agosto de 2011

Outdoors – ou billboard, como dizem os gringos –  são peças geralmente chatas, sem graça alguma. Eu particularmente não sinto falta deles em São Paulo e acho que a Lei Cidade Limpa foi muito benéfica pros judiados olhos paulistanos. Mas de vez em quando, em terras longínquas, surgem ótimas ideias que fazem dessa peça algo bem interessante. Os americanos são bons nisso, e esse outdoor feito por uma dupla de artistas Nova-Iorquinos é um excelente exemplo.
(more…)

O que as marcas podem fazer pelo cinema

13 de junho de 2011

Quem pilota esse skate voador?

Um cara tatuado e barbudão, pinta de bad boy, chega no posto de gasolina. Estaciona a moto e entra na loja de conveniência. Tira os óculos escuros, pede um maço de cigarros e um refrigerante (pra rebater a ressaca). Já fora da loja, pega o isqueiro no bolso da calça jeans. Imaginou a cena? Agora responda: quais as marcas destes produtos mencionados acima? Se tivesse que apostar, cravaria, pela ordem: Harley Davidson, Ray Ban, Marlboro, Coca Cola, Zippo e Levi’s. Porque? Porque é assim que a vida é, meu caro.

(more…)

Campanhas de Social Media imperdíveis

9 de maio de 2011

Por trabalhar com isso, é mais do que natural que eu assista diversos vídeos por dia (o que gera até brincadeiras aqui onde eu trabalho), muito em parte para procurar inspiração para ideias de ações dos clientes que cuido. São campanhas que podem ser simples como uma hashtag, passando por ideias que se utilizem de hotsites e integrações entre as redes sociais, mas todas tem o caráter de serem únicas. Portanto, sem mais delongas, apresento-lhes as que mais chamaram a minha atenção recentemente (mas que não necessariamente são ações recentes):

KLM Surprise

Esta é uma ação que eu gostaria de ter participado (só me faltava a grana para ir viajar!): A empresa holandesa KLM se utilizou de redes sociais (mais especificamente o Foursquare e o Twitter), para identificar passageiros que aguardavam seus vôos, entender a cabeça destas pessoas e entregar, antes da viagem, um presente personalizado. Um grande exemplo.

(more…)

Uma idéia genial ou um grande mico?

26 de abril de 2011

Desde a explosão do uso da internet e principalmente do aumento exponencial do uso das redes sociais o marketing viral tem se mostrado uma ferramenta extremamente eficaz de divulgação de marcas e produtos.

Vimos diversos cases de sucesso nos últimos anos. Anúncios muitas vezes simples e com custo irrelevante que conseguiram atingir uma audiência praticamente impensada, em um espaço de tempo muito curto.

Algo que com o “Marketing boca a boca” tradicional seria muito mais caro… e com certeza muito mais demorado.

(more…)

Produtos que chamamos pela marca e não pelo nome

15 de abril de 2011

Pense no teu dia a dia: Quais utensílios e produtos você usa durante as 24 horas? E desses produtos, quantos deles vocês chamam pela marca, nem se lembra do nome “oficial” daquilo, de tão inserido que está em nossa cultura? Abaixo, alguns produtos que eu (e meu amigo @AWandenkolken) consegui lembrar:

1 – Bom bril

Esponja de aço

(more…)

Sua marca está pronta para as redes sociais?

24 de fevereiro de 2011

Redes sociais, para empresas, são hoje a coqueluche da interação. Grandiosas empresas começam a solidificar-se neste ambiente, médias empresas tentam seguir seus passos (e eventualmente criar suas próprias alternativas – o que é ótimo) e as pequenas já se estruturam tanto offline quanto online. Todos querem um pedaço deste terreno, mas nem todos sabem exatamente o que fazer.

Trabalhar com redes sociais não é suficiente, mas sim construir uma comunidade. E então?

É uma questão interessante: Marcas tendem a desenvolver um trabalho sério em redes sociais com o intuito de criar laços com seus consumidores, os torná-los colaboradores na divulgação da marca e, consequentemente, vendedores que atraiam ainda mais pessoas, seja você um e-commerce ou não. Se este é realmente o caso, qual é o próximo passo, a partir do momento em que há um número interessantes de seguidores no Twitter, ou fãs no Facebook?

(more…)

Guaraná Jesus arrebanha fiéis

9 de novembro de 2010

Você deve conhecer a história. Farmacêutico inventa, por acaso, uma bebida carbonatada, com cafeína na formula. O que era pra ser um remédio vira um refrigerante. Aos poucos, a bebida de gosto singular e nome idem vai conquistando adeptos, até se tornar uma grande corporação, uma marca valiosa e com fãs-clubes espalhados por aí.

Já matou, né? Senão, mais uma dica: a bebida em questão é cor de rosa!

Complicou? Vamos esclarecer o assunto.

(more…)

“Boa ação” rende cifrão

8 de outubro de 2010

Fornecer equipamento para esportistas de alto rendimento é grande negócio para marcas do ramo. Se a promessa de um melhor desempenho, maior conforto e proteção da integridade física for endossada pelo atleta, é só um passo pra ser desejada pela legião de admiradores que sonham em ter pelo menos a mesma tralha do ídolo.

Agora, o que dizer quando este equipamento se mostra capaz de uma façanha de maior monta – como, por exemplo, preservar a visão dos mineiros presos numa mina do Chile?

(more…)

Logos ganham vida

30 de abril de 2010

O que foi? Você achou que ele morava numa camisa pólo?

Logos servem para identificar e comunicar algo relacionado a uma marca. Logo que vemos uma maçã mordida, já sabemos que se trata da moderna e arrojada Apple; quando surge na sua frente uma estrela de três pontas, é bem possível que você já visualize algo relacionado à alemã Mercedez-Bens. E um jacarézinho, te faz lembrar da La Coste?

Ignorando o lado mercadológico e dando ênfase ao quesito “artístico”, um grupo de russos resolveu dar vida a alguns logos e imaginar como eles seriam “na vida real”. Alguns ficaram bem interessantes, outros nem tanto, mas vale a pena conferir.

(more…)

Oscar 2010

11 de fevereiro de 2010

Devo admitir: Não estou acompanhando quase nada do Oscar deste ano. Não sei ainda quem será o host, quais os filmes envolvidos pra ganhar, o quê ganhar e tudo mais. Nem a data do evento eu tô sabendo!

Mas, recebi de um amigo (valleuz X), um link de uma animação bem bacana, que está concorrendo ao Oscar de melhor curta animado. O nome do filme é Logorama e, de uma forma muito bem sacada, ele se utiliza apenas das marcas que estão a nossa volta no dia-a-dia para criar a cidade e o enredo todo da história. Um teaser do filme pode ser encontrado aqui: http://www.logorama-themovie.com/, que é o site oficial do mesmo. Divirtam-se!!

Inovar: faz bem e não machuca

25 de janeiro de 2010

Parece, mas nao é!

Antes de começar a ler este post, olhe para foto acima e responda: De qual empreendimento estamos falando?

Seria mais um café moderninho tentando abocanhar uma fatia do mercado do Starbucks, McCafé e outros? De certo modo até podemos ver dessa maneira, mas esse balcão que você vê acima é mais do que um simples café: é um banco!
(more…)

Tornar-se conhecido sem mostrar sua cara

21 de janeiro de 2010

Não, o foco aqui não são as belas "hermanas" mas sim o patrocinador - ou a ausência dele.

Banco Hipotecário Nacional, conhece ?? Pois é, eu também não conhecia até semana passada.  E o mais curioso é que eu não passei a conhecê-lo por ver sua marca estampada em algum lugar, muito pelo contrário, foi a ausência da marca impressa que fez com que eu e muitas outras pessoas passássemos a conhecer este banco. Vou explicar.

(more…)

ICQ, a Fênix da internet?

12 de dezembro de 2009

Fênix é uma ave mitológica que tem capacidade de ressurgir das cinzas e é frequentemente lembrada em casos de alguns esportistas, artistas ou marcas.

Seria a volta do "oh-ow"??

(more…)

E-Marketing

4 de dezembro de 2009

É senso comum entre profissionais do marketing que as marcas já não conseguem mais se segurar apenas em suas mensagens (vide o post anterior sobre a Starbucks). Consumidores agora dispõem de uma variedade de canais de informação e consumo pelos quais podem interagir com o mundo digital e cada qual o faz de sua forma personalizada, comandando qual a interação que terão com as marcas que os cercam.

Em um esforço para se fazerem ouvir e estarem presentes, as marcas hoje priorizam mais as mídias sociais através de novas e inovadoras formas de interação, utilizando-se cada vez mais fortemente de redes sociais como Facebook e Twitter (aliás, siga o nosso twitter também – @blogdapimenta) além de blogs e jogos online que agreguem uma comunidade. Mas, como toda inovação e pionerização, os gastos são altos e nem sempre geram bons frutos.

Mas falhar neste caso não é necessariamente o fim do caminho, se soubermos como tirar uma lição e também nos sirva para nos indicar o caminho correto. Teremos a seguir quatro exemplos de erros e lições que podem ser aprendidas:

(more…)